Descre(r)ver

Alongadas alas prostram predestinações

desafiando delgados deuses em pontas prodigiosas,

pródigo prima na lenta leitura, contido conta

volantes velozes segundos serenos

pelas páginas do prólogo proeminente

soprando sôfrego, perigosas,

no corpo comprido, tensões

assolam, percorrem prevaricando inteiramente

sua mente melancólica lenta lendo logo

se esvai escorrida em longa linha

luzidia e lambida no semblante sequestrado,

do rosto corrompido assente no peito de pedra soprado,

oscilante, ofegante, consciente do carregado peso presbítero

premente e lânguido, quente, cuspido.

 

GJ